Férias de profissionais do Mais Médicos agravam defasagem no inverno em Caxias do Sul

19

Um terço dos contratados nesta modalidade viajou para o país de origem

O mês de julho, marcado por temperaturas baixas e aumento da demanda por atendimentos de saúde, é também o de férias de muitos profissionais em Caxias do Sul. A Secretaria Municipal da Saúde conta com 22 profissionais estrangeiros e de outras regiões do país no programa Mais Médicos, que costumam programar o recesso para este período. Sete médicos cubanos, o equivalente a um terço dos intercambistas de Caxias, viajaram para o país de origem.

Segundo o Ministério da Saúde, o período de recesso é de 30 dias, que pode ser gozado após completados 11 meses de trabalho. No caso específico dos médicos cubanos cooperados por meio da Organização Pan-Americana da Saúde, o recesso é coordenado pela entidade até por conta dos voos.

diretora da rede básica da saúde em Caxias do Sul, Maria Elenir Anselmo, diz que o município apenas foi informado por e-mail que o grupo sairia no dia 17 de julho:

— Sete médicos saindo juntos, com certeza, é mais um fator agravante neste período — diz.

Para se ter uma ideia do quanto a defasagem destes profissionais estrangeiros representa para a cidade, basta saber que das 48 Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município, 15 contam com o trabalho destes profissionais, o equivalente a um terço dos postos de saúde.

Além das férias, a rede básica de Caxias ainda aguarda a reposição de três médicos do programa. Até o ano passado, a cidade tinha 19 profissionais, mas obteve o credenciamento do Ministério da Saúde para ter até 25. Segundo Maria Elenir, o município aguarda a nomeação desses profissionais, ainda sem previsão.

O programa Mais Médicos atua com profissionais de especialidades de Saúde da Família, mas Caxias também enfrenta um quadro complicado na área de pediatria. De 33 especialistas, 14 não estão trabalhando. Além dos 10 especialistas em férias até o dia 31 de julho, quatro estão em licença maternidade ou tratamento de saúde. E dos seis chamados recentemente em concurso, apenas um manifestou interesse em assumir. A prefeitura agora trabalha com a possibilidade de contratos emergenciais.

Fonte: Zero Hora

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here