Coreia do Norte: 7 curiosidades sobre o país de Kim Jong-un

53

Alguns hábitos e comportamentos podem acabar até em pena de morte na Coreia do Norte

A Coreia do Norte é um lugar misterioso e, portanto, curioso. Pouco se sabe sobre o que acontece de fato no país que surgiu em 1948, após a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, fruto da divisão da península coreana nas partes norte e sul. Apesar de todo o mistério que ronda o país, algumas informações acabam sendo publicadas por meio de correspondentes internacionais e pessoas que visitam o país em viagens de turismo. Abaixo, você confere algumas das curiosidades do país de Kim Jong-un.

1- É proibido ter o mesmo nome do líder da Nação. Desde que Kim Jong-un assumiu o poder, em 2011, todo cidadão homônimo devem mudar de nome “voluntariamente” para que, assim, a personalidade única do supremo seja destacada
2 – Cortar os cabelos na Coréia do Norte não é assunto discutido apenas nos salões de cabeleireiros. Lá é assunto de Estado. O governo determinou 10 modelos de cortes diferentes para os homens e 18 para as mulheres.

3 – Desde 1994, quando o país perdeu seu primeiro líder, Kim Il Sung, o 8 de julho deve ser respeitado como um dia de luto. Ninguém pode sorrir, beber, dançar ou até mesmo falar alto nas ruas nesse dia. O aniversario do líder é considerado para marcar a passagem dos anos, e não o de Jesus Cristo. Por isso, os norte-coreanos não estão em 2017, mas sim em 106.

4 – Fazer telefonemas para outros países ou até mesmo assistir a filmes ou ouvir músicas estrangeiras é considerado crime contra o Estado. Por isso, o contrabando de conteúdos piratas em pen drives e CDs não para de crescer. Quem é pego portando um filme indiano ou russo, por exemplo, pode ficar preso por até três anos. Caso o filme seja americano ou sul-coreano, a sentença é a morte.

5 – A Coreia do Norte é extremamente conservadora e as mulheres no país são proibidas de mostrar o umbigo. No entanto, no país, a distribuição, o porte e o consumo de maconha é totalmente legal.

6 – Quem tem um parente criminoso também é criminoso. Segundo a lei norte-coreana os familiares de alguém acusado por um crime são automaticamente considerados co-responsáveis.

7 – A Coreia do Norte realiza eleições a cada cinco anos. Detalhe: só há um candidato nas cédulas de votação.

Fonte: Istoe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here