APÓS INCIDENTE COM UNIVERSITÁRIO FACULDADE “UNINTER” SOFRE INTERVENÇÃO NA FRONTEIRA

1613

Fonte: Porã News

Após incidente com universitário na faculdade “UNINTER” a mesma e investigada na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã.

As constantes denuncias de universitários contra a direção da faculdade “UNINTER” na cidade de Pedro Juan Caballero, levou a direção geral da instituição a abrir uma investigação em relação ao caso em que o estudante do curso de medicina identificado como o brasileiro, Jeverson Ramos Chaves (34) ao exigir realizar uma prova teve a mesma negada pelos diretores da instituição em Pedro Juan Caballero, onde segundo uma das professoras manifestou que o mesmo tinha direito a realizar a prova, mas a direção da instituição teria negado buscando que o mesmo tenha que realizar todo o semestre e assim ter um lucro maior com a presença do estudante universitário, situações similares foram denunciadas pelos universitários contra a “UNINTER” em Pedro Juan Caballero, onde ate o momento três universitários acabaram cometendo suicídio sem que as motivações sejam investigadas pelas autoridades competentes.

Um universitário chegou a denunciar em uma emissora de radio local, que foi pressionado a abandonar os estudos na instituição após criticar a forma em que a mesma realizava as provas, o universitário manifestou ainda que foi levado a uma sala reservada, onde foi pressionado a assinar a sua renuncia e que após esta situação foi proibido de voltar a frequentar o curso de medicina na “UNINTER”, estas e outras situações fizeram que o Ministério Publico abra uma investigação que foi apoiada pela reitora geral da UNINTER Dra. Nancy Romero, que manifestou que as situações de ameaças de morte e delitos contra as pessoas precisam ser esclarecidas, razão pela que a faculdade de Pedro Juan Caballero esta sobre intervenção.

As situações indicam que o universitário Jeverson Ramos Chaves, teria caído em uma armadilha armada pelos diretores da faculdade em Pedro Juan Caballero, pois informações evidenciam que o mesmo tinha o direito a realizar a prova na instituição, esta situação e manifestada por um dos professores do estudante, que denunciou o caso após ser injustamente preso pela Policia Nacional do Paraguai por ter supostamente causado destruição de bens da faculdade, que após o suposto incidente optou por expulsar o universitário que após anos de estudo deve recomeçar com novos gastos em outra instituição se desejar concluir o curso de medicina, situação esta que deveria ser revista pelos reitores gerais para que o mesmo conclua os estudos na “UNINTER” de Pedro Juan Caballero e que os atuais diretores sejam severamente investigados, tanto pelo Ministério Publico e pela direção geral da faculdade situada em Ciudad Del Este, tal investigação ainda deveria ter o acompanhamento do Corpo Consular do Brasil no Paraguai a fim de que situações vexatórias não sigam ocorrendo com brasileiros no país.

Relembre o caso Click http://poranews.com/?p=29263

Fonte: Porã News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here